EmpreendedorismoMarketingSOS Empreendedor

Como escolher um nome para sua empresa

SOS Empreendedor

Você vai abrir um negócio e precisa dar um nome a ele.

Você está em dúvida entre trabalhar o seu nome ou inventar um.

Você criou um nome fantástico e inovador para o seu negócio, mas não sabe como se proteger para ninguém copiar.

Como escolher o nome para a sua empresa

Assista o vídeo acima e saiba como escolher um nome para sua empresa.

SAIBA TAMBÉM COMO COLOCAR PREÇO EM SEUS PRODUTOS

Você já viu como uma das partes mais difíceis em abrir um negócio é como escolher o nome para a sua empresa?

Para tornar esta tarefa mais fácil, o nome de uma empresa deve ser curto, fácil de ler e de falar. Dê prioridade para nomes em português ou que as pessoas saibam pronunciar.

O seu objetivo em criar um nome para sua empresa, tem que ser algo que seja MEMORÁVEL (de fácil memorização) e entregue aquilo que o seu NEGÓCIO FAZ, mas lembre-se, ele também tem que ser fácil de ler, escrever e pronunciar.

Agora como chegar neste objetivo?

Primeira coisa que você deve fazer.

Faça uma lista com 100 possíveis nomes que você pensou, mas cuidado com conotações negativas, nomes em outras línguas e palavras inventadas. Esses nomes têm que ser de fácil leitura, pronúncia e de escrever.

Um exemplo: Há tempos atrás conheci um empreendimento que a dona decidiu utilizar o nome dela na loja. Como ela chamava Carolina, ela optou por colocar o nome da loja de KARO.

A loja era dentro de um imóvel grande e com o letreiro na frente KARO. Muitas pessoas passavam e liam CARO. Meses depois de abrir, ela fechou a loja.

A impressão que as pessoas tinham da loja, era que era muito cara e sofisticada e não que o nome estava ligado ao nome da dona.

Então ao escolher suas 100 palavras, fique atento a conotações que possam dar duplo sentido.

Há três formas de você dar um nome para sua empresa. As palavras que você selecionou em sua lista, podem ser

  • DESCRITIVA
  • ABSTRATA
  • SUBJETIVA

Por exemplo:

Caso eu abra um negócio de produção de sorvetes e escolha uma marca descritiva, aquela que descreve exatamente o que eu faço. O nome da minha empresa ficaria FÁBRICA DE SORVETES.

Isso acaba tendo a vantagem que é fácil de ler e fácil de falar.

Mas existe a desvantagem de não ter uma identidade única e não te garante a exclusividade. Qualquer pessoa que faça pulseira pode ser uma fábrica de pulseiras.

Agora se você escolher dar um nome subjetivo para a sua empresa. Aquele que não tem nada a ver com o negócio e não remeta aquilo que você faz. Neste caso eu colocaria PARAÍSO.

A vantagem é que pode me garantir exclusividade e não terei concorrentes. Já a desvantagem é que é difícil de remeter o nome ao produto e precisarei gastar muito dinheiro com publicidade para as pessoas entenderem o que minha empresa faz.

Agora como ter as duas coisas? Algo exclusivo e fácil de lembrar.

Basta você escolher um nome subjetivo. Um nome que não descreva, porém lembre o que você faz indiretamente.

No nosso exemplo poderia ser Gela Goela.

Depois de achar um nome que seja subjetivo, fácil de lembrar, falar e escrever. Nosso próximo passo é registrar esta ideia para que ninguém copie.

Você consegue se proteger registrando sua marca no INPI

Mas antes entre no site e faça uma busca rápida para saber se alguém já não registrou esta marca, afinal, segundo o SERASA, em 2018 tivemos mais de 1 milhão de aberturas de empresas. Então é bom pesquisar no site do INPI, se ninguém pensou na mesma ideia que você.

Para fazer a busca e o registro no INPI é muito fácil. Acesse o site e siga os passos para busca e registro de sua marca. Lembre-se, a partir do momento que você dá entrada no processo da marca, caso não haja outra marca com o mesmo nome, você pode começar a utilizar e abrir o seu negócio.

Agora aquela dúvida que muitas pessoas têm.

Vou colocar o meu nome na minha empresa, assim eu estou protegido de cópias.

Dependendo do nome, você pode ter homônimos. Ainda mais se for um nome muito fácil. Agora se for um nome difícil, imagina ter que ficar soletrando para todo mundo o seu nome e ensinando as pessoas a falarem.

E não se esqueça, empresas com o nome do dono, valem 18% a menos na hora da venda. Então se você está pensando em criar uma empresa e vende-la no futuro, ela pode desvalorizar.

Até a próxima.

Etiquetas
Mostrar Mais

Pedro Engler

São 20 anos na área de marketing, formação em propaganda e marketing e pós graduação em marketing digital.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar